O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 22/11/1951
Emancipação Política: 22 de novembro
Gentílico: taboense
Unidade Federatíva: Ceará
Mesoregião: Sertões Cearenses
Microregião: Sertão de Cratéus
Distância para a capital: 306,00

Dados de características geográficas

Área: 886.303,00
População estimada: 17025
Densidade: 17.025,00
Altitude: 710
Clima: Tropical subúmido
Fuso Horário: UTC-3
Suas origens remontam ao Século XIX e têm como precedente gregário Teodoro de Melo e seus escravos, conhecidos estes por Pretos Teles. Dessa propriedade, denominada de Forquilha e posteriormente de Telha, constam como adquirentes fragmentários, Inácio Gomes e Veríssimo Gomes, tendo como fatias adquiridas duas léguas de terras. Desse conjunto de moradores, reunidos a outros que posteriormente se fixariam na fazenda, nasceria a povoação que historicamente nos ocupa.
Suas origens remontam ao Século XIX e têm como precedente gregário Teodoro de Melo e seus escravos, conhecidos estes por Pretos Teles. Dessa propriedade, denominada de Forquilha e posteriormente de Telha, constam como adquirentes fragmentários, Inácio Gomes e Veríssimo Gomes, tendo como fatias adquiridas duas léguas de terras. Desse conjunto de moradores, reunidos a outros que posteriormente se fixariam na fazenda, nasceria a povoação que historicamente nos ocupa.

Manifestações Políticas
A primeira manifestação de caráter político nasceu com a criação do Distrito de Paz, provindo da Lei nº 2.011, de 6 de setembro de 1882, vinculado à jurisdição de Tamboril. Com a supressão do Município de Tamboril, conforme Dec-Lei nº 193, de 20 de maio de 1931, o já denominado Distrito de Telha transferiu-se para a jurisdição de Santa Quitéria. Retornou à jurisdição do Município de Tamboril, quando da restauração deste, conforme Dec-lei nº 1.156, de 4 de dezembro de 1933, com a denominação de Arraial da Telha. Vale ressaltar, no entanto e a título de melhores esclarecimentos, que o locativo Telha nada tem com a produção ceramista, a exemplo de outro Distrito de igual nome (Iguatu). Trata-se, segundo tradição oral, do fato de terem sido encontrados, quando da edificação da capela, remanescentes de antiga olaria, além de resíduos probatórios desse tipo de cerâmica. Sua elevação à categoria de Vila provém do Dec-Lei nº 169, de 31 de março de 1938, e à categoria de Município na forma da Lei nº 1.153, de 22 de novembro de 1951, tendo sido instalado a 25 de março de 1955.

Igreja
As primeiras manifestações de apoio eclesial provêm de doação do respectivo patrimônio, constante de 100 braças de terras e a ter por doadores Veríssimo Gomes e Inácio Gomes. Esse patrimônio teve por finalidade a edificação da primitiva capela da qual consta como padroeiro São Sebastião. As obras de conclusão desse templo, já que do início não restam informações, datam do ano de 1868, graças ao trabalho realizado pelo padre José Antônio de Carvalho e que seria também o seu primeiro vigário. A igreja matriz, obra igualmente do padre Carvalho, consta de reforma e ampliação dessa primitiva capela, tendo como referencial de tempo o ano de 1884. Com a criação da Paróquia, em data que a História não registra, esta ficou vinculada juridicamente ao Bispado de Sobral.

Formação Administrativa
Entre 1936 e 1937 foi criado o distrito de Monsenhor Tabosa (ex-Forquilha e ex-Telha), sendo esse distrito no município de Tamboril. Em 1951 foi elevado à categoria de município, desmembrado de Tamboril, mas só foi instalado em 1955. Em 1963 são criados dois distritos: Nossa Senhora do Livramento e Barreiros. Até hoje a cidade só tem dois distritos além do distrito-sede
s primeiras manifestações de apoio eclesial provêm de doação do respectivo patrimônio, constante de 100 braças de terras e a ter por doadores Veríssimo Gomes e Inácio Gomes. Esse patrimônio teve por finalidade a edificação da primitiva capela da qual consta como padroeiro São Sebastião. As obras de conclusão desse templo, já que do início não restam informações, datam do ano de 1868, graças ao trabalho realizado pelo padre José Antônio de Carvalho, e que seria também o seu primeiro vigário. A igreja matriz, obra igualmente do padre Carvalho, consta de reforma e ampliação dessa primitiva capela, tendo como referencial de tempo o ano de 1884. Com a criação da paróquia, em data que a história não registra, esta ficou vinculada juridicamente ao bispado de Sobral.
A primeira manifestação de caráter político nasceu com a criação do Distrito de Paz, provindo da lei nº 2.011, de 6 de setembro de 1882, vinculado à jurisdição de Tamboril. Com a supressão do município de Tamboril, conforme decreto-lei nº 193, de 20 de maio de 1931, o já denominado Distrito de Telha transferiu-se para a jurisdição de Santa Quitéria. Retornou à jurisdição do município de Tamboril, quando da restauração deste, conforme Dec-lei nº 1.156, de 4 de dezembro de 1933, com a denominação de Arraial da Telha.

Vale ressaltar, no entanto e a título de melhores esclarecimentos, que o locativo Telha nada tem com a produção ceramista, a exemplo de outro distrito de igual nome (Iguatu). Trata-se, segundo tradição oral, do fato de terem sido encontrados, quando da edificação da capela, remanescentes de antiga olaria, além de resíduos probatórios desse tipo de cerâmica.

Sua elevação à categoria de vila provém do decreto-lei nº 169, de 31 de março de 1938, e à categoria de município na forma da lei nº 1.153, de 22 de novembro de 1951, tendo sido instalado a 25 de março de 1955.
Entre 1936 e 1937 foi criado o distrito de Monsenhor Tabosa (ex-Forquilha e ex-Telha), sendo esse distrito no município de Tamboril. Em 1951 foi elevado à categoria de município, desmembrado de Tamboril, mas só foi instalado em 1955. Em 1963 são criados dois distritos: Nossa Senhora do Livramento e Barreiros. Até hoje a cidade só tem dois distritos além do distrito-sede.

NOTÍCIAS

#Lazer | 17 DE MAIO DE 2022

CICLOSESC, um evento realizado com pedaladas nas principais vias da cidade, com objetivo de despertar às pessoas para mais qualidade de vida e lazer.

#AssistênciaSocial | 07 DE ABRIL DE 2022

Secretaria de Assistência Social através do programa Primeira Infãncia faz entregas de kit natalidade para gestantes

#AssistênciaSocial | 07 DE ABRIL DE 2022

A Prefeitura Municipal e a Secretaria de Assistência Social ao receberam o Ônibus Lilás em Monsenhor Tabosa

#Desenvolvimento | 11 DE MARçO DE 2022

Nesta fase cnteplamos mais 72% dos bairros do município assim chegamos a 30 mil mettros quadrados de ruas asfalatdas em nossa gestão.

#Agricultura | 26 DE FEVEREIRO DE 2022

https://www.facebook.com/PrefeituraMonsenhorTabosa/photos/pcb.5099186636768283/5099184843435129/

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito